terça-feira, dezembro 19, 2006

EXPRESSO nos TRILHOS - de novo!!!

Depois de mais de dois mil quilômetros rodados, mais de vinte horas de jam sessions, três capitais brasileiras visitadas e muita diversão, a galera do Expresso do Rock chegou a uma conclusão: vamos comemorar!!! Na próxima quarta-feira (20/12), no Encouraçado Butikin, espaço clássico da capital gaúcha, as quatro bandas mais uma vez sobem juntas ao palco: Jeans, Pata de Elefante, Identidade e Locomotores prometem fazer "o show" deste fim de ano em Porto Alegre. Na mesma noite será exibido o trailer do documentário "Expresso do Rock", com imagens exclusivas da viagem, dos bastidores e tudo mais que rolou nesta jornada musical, dirigido por Janice Martins.


EXPRESSO DO ROCK - DE VOLTA A POA

Show com Jeans, Pata de Elefante, Identidade e Locomotores

QUARTA, 20/12 - 23H

ENCOURAÇADO BUTIKIN - INDEPENDÊNCIA, 936.

R$ 10,00

sexta-feira, dezembro 08, 2006

MTV - Galera tocando pela rua

www.youtube.com/watch?v=2e-aB4LZCsI


Músicos do Expresso do Rock tocando nos arredores do prédio da MTV Brasil, em São Paulo. Registro feito durante reportagem pro Jornal da MTV, com VJ André.

Galera tocando música dos LOCOMOTORES, com participação de integrantes da JEANS, IDENTIDADE e PATA DE ELEFANTE.

27 de novembro de 2006, São Paulo.

segunda-feira, dezembro 04, 2006

EXPRESSO no JORNAL da MTV!!! Quinta e sexta!!!

Feitoria!!

Matéria especial do Expresso do Rock na edição desta quinta do Jornal da MTV, a partir das 23h30!!! Reprise na manhã de sexta, às 11h30!!!

Mazaaa!!!!

FINITO LA MUSICA

5 dias, 3 shows coletivos, mais de 2.200 km rodados. A primeira edição do projeto EXPRESSO DO ROCK encerrou oficialmente na tarde de terça-feira, quando a trupe de 4 bandas, acompanhada da equipe técnica, retornou a Porto Alegre. Uma espécie de laboratório sonoro ambulante, o ônibus do Expresso pode ser considerado o grande personagem da trip roqueira.

A minha pouca familiaridade com a matemática me impede de calcular o número de formações de bandas produzidas nas jams durante a viagem. Montada estrategicamente nos fundos, a bateria serviu de chamariz para que baixo, guitarra, teclado e elementos de percussão fossem distribuídos ao redor, sendo utilizados por integrantes de todas as bandas. De todas as maneiras possíveis.

Rock, folk e punk formaram a santíssima trindade de estilos. Uma trilha sonora sem parar, encabeçada por Stones, Beatles, Bob Dylan, The Band, Neil Young, Supergrass, Beck e The Clash, durante o trajeto POA-Curitiba-Sampa-POA.

E um processo que foi se tornando terapêutico, catalizador de tensões, quebrando aquele clima claustrofóbico, típico de uma viagem sem fim dentro de um ônibus, com 30 barbados reunidos... A música segurou o astral de tal maneira que as jams durante o percurso rivalizaram – e arrisco apontar uma certa vantagem - com os shows apresentados em Porto Alegre, Curitiba e São Paulo.

A troca de informações entre a galera, o diálogo de gerações de músicos foram momentos marcantes e autênticos. Alguns trechos vocês já podem curtir no YouTube, outros virão na seqüência, e a grande cereja do bolo será colocada pelo documentário ‘massa’ do Expresso do Rock, capitaneado pela Janice Martins...


Mazaaa!

(Diário da turnê está em ordem decrescente. Basta rolar a página pra curtir o que rolou nos 5 dias de trip do Expresso do Rock!)

REBOBINANDO o EXPRESSO 5

SEGUNDA – 27 de nov. – SAMPA

E o tiro final da turnê foi na MTV. Uma matéria ducaralho que está pra sair esta semana no Jornal da MTV. Depois de alguns percalços pra encontrar a sede da TV em São Paulo... Chegamos em tempo pra fechar a matéria agendada. Ônibus estacionado em frente ao prédio, elementos desembarcando direto na lancheria ao lado, todos de stand by pra produção da Music Television.

O resultado ficou massa. Equipe liderada pelo VJ André e a produtora Nani – uma gaúcha gente finíssima, interessada pra caramba na história do Expresso -, que armou um roteiro bem bacana pra montar a reportagem. Subiram no bus, entrevistaram a galera no fundo do folclore, com todo mundo cantando e tocando. O mote era achar um lugar para a trupe tocar dentro da MTV. Nossa caravana começou por uma busca pelos estúdios, onde nós fomos barrados por todos os seguranças... hehehehehehe

E a função terminou, de forma consagradora, na frente do prédio da MTV: integrantes das 4 bandas reunidos, tocando na entrada da emissora, sob os olhares de quem estava saindo pra almoçar, boquiabertos com aquele bando de elementos ao som de Beatles e outros clássicos da sessenteira. O material deve ir pro ar nesta semana. A produção da TV vai nos confirmar nas próximas horas.

Tarefa realizada, hora de embarcar pra Porto Alegre. Em pouco menos de meia hora, o dilúvio a la Juízo Final marca presença em São Paulo. Uma água nunca antes vista começa a transbordar pelas ruas. É neste clima de lavagem que o Expresso se despede da última parada oficial.

Todos podres, mas com o dever cumprido. Durante o retorno, mais clássicos reproduzidos no fundo do ônibus, que logo serão liberados no Youtube. Teoricamente, a idéia era curtir uma tarde na Guarda do Embaú, em Santa Catarina, mas o temporal que nos acompanhou cortou os naipes, transformando a nossa estadia em praias catarinenses em pouco mais de meia hora.

Ressaca de retorno. Hora de fazer o balanço da epopéia.

domingo, dezembro 03, 2006

EXPRESSO do ROCK - Lei da Gravidade no Bus


www.youtube.com/watch?v=VoCrfF52oN8

Lei da Física aprendida na marra por integrantes do EXPRESSO do ROCK...

Novembro de 2006 - POA/Curitiba/SAMPA

Com: Alexandre Papel (Locomotores), Gabriel Guedes (Pata de Elefante), Jerônimo Bocudo (Locomotores), Cauê (roadie) e Cida Pimentel (produtora).

REBOBINANDO o EXPRESSO 4

DOMINGO – 26 de nov. – SAMPA

Dia de tomar conta do Vale do Anhangabaú, no centrão de Sampa. Enquanto a trupe sai pra almoçar, entro em contato com dois grandes amigos pra agilizar a postagem de fotos e textos: Kika Carvalho e Cristian Magadan, fundamentais pra tocar o blog adiante.

Uma chuva picareta ilustra o início de tarde, o show será ao ar livre, uma certa apreensão é compartilhada pela galera. 4 da tarde, os JEANS sobem ao palco pra passagem de som. Ao mesmo tempo, o profissional aqui sente as conseqüências da brilhante idéia de evitar o almoço e sai correndo atrás de um rango. A busca foi certeira: um sanduíche de pernil, clássico do Estadão, lancheria tradicional de São Paulo. Mas o erro de cálculo foi grotesco: acabo perdendo o show de abertura dos JEANS. Fim de carreira total. Ficamos devendo o registro fotográfico, mas a Janice e o Diego captaram imagens matadoras dos JEANS, que logo serão viabilizadas no YouTube.

Estômago reabilitado, sigo a cobertura a partir da apresentação da IDENTIDADE. Retomo as fotos e arrisco a captação em vídeo de planos gerais do Vale, a pedido da Janice. E aí começo a perceber as grandes figuras da tarde: os moradores de rua, ou seja, praticamente 90% que circulava pelo local... Cenas que se repetiram nos shows dos LOCOMOTORES e PATA DE ELEFANTE: galera dançando que nem louca no gargarejo, com direito a performances de air guitar e beijos emocionados pros músicos. Uma platéia completada por um grupo de fãs locais das bandas e figuras folclores: Marcelo Gross e Rodolfo Krieger, da Cachorro Grande, e Tuba Caruso, do Faichecleres.

Show encerrado, bebuns satisfeitos, a máfia dá início ao happy hour no boteco ao lado do palco. Uma parada no hotel, e o Expresso seguiu para jantar no bar Exquisito, na Bela Cintra, abaixo de um toró desgraçado. Trago forte, comida farta, pessoas subindo nas mesas, loucura completa.

Digamos que não foi uma noite leve... hehehehehe

sábado, dezembro 02, 2006

REBOBINANDO o EXPRESSO 3

SÁBADO – 25 de nov. – Curitiba/SAMPA

Momento de preparar o terreno pro show no Vale do Anhangabaú, no domingo, no centro de São Paulo. No fim da tarde de sexta-feira, a caravana de 30 elementos invade um hotel na capital paulista, tomando conta de dois andares do prédio, para deleite dos outros hóspedes...

Um sábado para recarregar as baterias, galera instalada, encontro com o pessoal da organização de Sampa, coordenada pelo empresário Turco Loco, que nos leva pra jantar na seqüência. A cara dos esfomeados ao entrar no Angélica Grill, no bairro Santa Cecília, foi comovente. Emocionados, alguns em estado de choque, os meliantes provocaram um considerável desfalque no cardápio de carnes e sobremesas do recinto.

Baleados pela ressaca gastronômica, o bando retorna para o hotel, enquanto o pessoal da Identidade segue para o OASIS, na avenida Augusta, onde tinham agendado um show, independente do Expresso do Rock. Enquanto isso, um dilúvio transbordava em Sampa, mais do que previsível após uma tarde de bafo insuportável.

Noite de ‘tema livre’ pros profissionais, trupe partiu para um ataques em blocos na noitada: OASIS, Funhouse, Inferno, cena rock da Augusta, enquanto eu lutava num dos computadores do hotel para publicar pelo menos algumas fotos no blog. Mais um capítulo do meu conturbado relacionamento com lan houses: o estimado computador não carregava as fotos na página...

Segue o baile, largo de mão e parto pra noitada, por volta das 2h. Decido meter as caras no Vegas, ali na Augusta também, solito, já que tinha perdido o contato do resto da máfia. Noite boa, tenho que ir lá com mais calma numa segunda vez...

sexta-feira, dezembro 01, 2006

REBOBINANDO o EXPRESSO 2

SEXTA – 24 de nov. – POA/Curitiba

A epopéia seguiu na madrugada de sexta-feira, rumo a Curitiba. Virada é apelido pra viagem. O astral dos shows foi transferido pro ônibus do Expresso. Galera tocando a mil, puxando os clássicos (The Band liderando as paradas). Um aquece pra estrada entre 4h e 6h (quando finalmente entrei no bus, depois de uma parada estratégica em casa, recarregando baterias e pegando um travesseiro clássico... hehehehehe).

A largada fundamental enfim é dada. Todos baleados, cansaço e trago, em direção ao Paraná. Máfia vai caindo aos poucos pelos cantos, revezamento forçado entre os sobreviventes que seguem tocando no fundo do ônibus. Aquele peso de ressaca merecia uma aliviada. E foi o que rolou.

Por volta das 16h de sexta, uma parada consagradora em Camboriú. Renovação espiritual. Um bando de branquelas correndo pra água, acordando de vez e 100% renovados pra função em Curitiba. Até uma ducha matadora conseguimos de ‘grátis’ num condomínio na beira da praia.

A volta pro ônibus foi terapêutica. Fim de tarde na capital paranaense, agora é só relaxar. Porão Rock Club pronto pra receber o Expresso, ansiedade estourando os miolos. Durante a concentração, consigo uma carona pra casa do também riograndino Glauco Caruso, irmão do Tuba e do Giovanni, ambos dos Faichecleres, onde atualizo com fotos o blog da turnê.

Hora de dar o pontapé em Curitiba. Jeans, Identidade e Locomotores quebram tudo, com a Pata de Elefante fechando e derrubando o Porão, num show elogiado por todos, numa noite que seguiu forte próximo ao balcão do bar, ao som do bandolim comandado pelo Márcio Petracco (Locomotores). Pancadaria finalizada, hora de voltar pro bus e seguir o baile.

Zebra total... Ônibus arrombado, mochilas levadas e DUAS caixas de CD’s da banda Identidade na mão dos meliantes. Resultado: 3 horas na delegacia pra registrar ocorrência. Ninguém ferido, pelo menos, mas a pilha fraca tinha chegado pra dividir espaço com a ressaca.

A arrancada pra levar o bus adiante foi mais lenta, mas aos poucos os profissionais foram recuperando o fôlego. Hora de fechar a história em Sampa.

quinta-feira, novembro 30, 2006

Cobertura do EXPRESSO em SAMPA



Que epetaculo!

Cobertura matadora do site Os Armênios sobre a passagem do Expresso do Rock por SAMPA!!!

Divulgando o Expresso
http://www.osarmenios.com.br/?p=977

Resenha do show no Vale do Anhangabaú + After Hours + Expresso na MTV
http://www.osarmenios.com.br/?p=1023
<body>